Área Restrita
OK
 Acesse seu webmail
04/10/2016| 09:00

Presidente do Sindesp/MS fala do início da carreira e destaca ações do Sindicato

Entrevista Presidente Carlos Queiroz de almeida para Fecomércio.
 

Com quase 20 anos no ramo dos despachantes, o presidente do Sindicato dos Despachantes Documentalistas no Estado de Mato Grosso do Sul (Sindesp/MS), Carlos Queiroz, conta como foi o início da sua carreira e dos desafios do setor no Estado. Confira a entrevista:

Fecomércio MS - Como iniciou sua história no ramo dos despachantes e no trabalho sindical?

Carlos Queiroz - Após 18 anos como bancário, com a crise no setor após o fechamento de agências em Mato Grosso do Sul, recebi o convite para trabalhar em um escritório de um colega despachante. Fui convidado a ficar alguns dias no escritório, auxiliando as pessoas com os documentos de veículos junto ao Detran/MS. Nessa experiência acreditei que realmente poderia contribuir e iniciei na atividade em novembro de 1996 e lá se foram 19 anos. Como era algo novo para mim, procurei estudar sobre o assunto. Não encontrei nada em Campo Grande, mas comprei em Porto Alegre um livro com o código de trânsito da época e todas as resoluções do Contran e fiz a leitura por duas vezes. Tenho até hoje, para consulta. Hoje, as resoluções e o próprio código estão disponíveis no site de todos os detrans do Brasil e também no Denatran. Mensalmente, nas reuniões do Sindicato, é informado sobre a edição de novas resoluções e alterações no Código de Trânsito para manter os profissionais atualizados.

Quanto ao trabalho sindical, desde quando bancário procurava estar informado sobre a área que atuava. Tinha que lidar com as greves, pois passei por todos os cargos no banco, chegando à subgerência. E dessa experiência sindical, quando me tornei despachante, porém agora do lado patronal, participei da criação da Associação dos Despachantes, porque na época a direção do Sindicato tinha algumas dificuldades junto ao Detran/MS. Em 2000 houve eleição e participei como membro efetivo do Conselho Fiscal, e desde então venho fazendo parte da direção. Na gestão seguinte, continuei no Conselho, na próxima fui tesoureiro, depois fiquei quatros anos fora da diretoria do Sindicato, mas acabei sendo tesoureiro do nosso Conselho Regional por três anos, quando pedi afastamento para concorrer à presidência do Sindicato, que tomei posse em março de 2014.

Fecomércio MS – O Sindesp MS participou da Semana Nacional do Trânsito. Como o senhor avalia a importância do envolvimento do Sindicato em ações como essa?

Carlos Queiroz - Todos os seguimentos da sociedade precisam dar sua contribuição ao trânsito, que é de todos. As pesquisas divulgadas sobre o assunto são pontuais em dizer que precisamos ser educados para o trânsito. E a Semana Nacional de Trânsito, inserida no Código de 1998 - que esta próximo de completar 20 anos - coloca que é o cidadão no seu dia a dia, de ir e vir, com respeito a si próprio e aos demais, é que pode evitar o grande número de acidentes e mortes que acontecem todo ano. E o Sindicato, por meio dos seus associados, divulgou a Semana com a camiseta da campanha. Cada cliente que foi atendido viu o tema deste ano “Eu sou + 1 por um trânsito + seguro”. Além de contribuir na divulgação, serviu também para dar visibilidade à sociedade da existência do profissional despachante no mercado.

Fecomércio MS – O senhor está à frente do Sindesp MS há dois anos, qual avaliação faz dos trabalhos desenvolvidos até agora? E para os próximos dois anos, quais os projetos?

Carlos Queiroz - A principal meta da gestão é dar visibilidade aos profissionais. Dizem que o sonho compartilhado se torna realidade e é isso que buscamos fazer. Destaco a importante ajuda do ex-presidente Sebastião Jose da Silva (Ventania). Ano passado o Sindicato completou 35 anos, além das comemorações, fizemos divulgações dos trabalhos do profissional despachante e sobre a importância da sua atuação. Neste ano, como as previsões apontavam para um ano difícil, recebemos gratuitamente no Dia do Despachante, palestra proferida pelo Marcio de Oliveira Henrique – gerente de Mercado Pessoa Jurídica e Governo da Superintendência Regional do Banco do Brasil, com o tema Gestão Financeira, cujo objetivo foi proporcionar aos associados conhecimento de uso dos seus recursos. Para os próximos dois anos, o projeto é manter os investimentos na divulgação da profissão e também continuar o diálogo com os dirigentes do Detran/MS, levando propostas de melhoria no atendimento à sociedade.

Fecomércio MS – Quais as principais conquistas e quais os principais desafios à frente do Sindicato?

Carlos Queiroz - Como conquista, registro a união dos sindicalizados, e o principal desafio é informar cada vez mais a população sobre os serviços prestados pelos profissionais despachantes.

Fecomércio MS – Qual a importância da parceria com a Fecomércio-MS?

Carlos Queiroz - A Fecomercio-MS é fundamental na representação. Com convites para participação nos eventos promovidos, tenho a oportunidade de representar a categoria, bem como estreitar relacionamento com membros de outros seguimentos e potenciais clientes dos profissionais representados. A participação no SEGS, por exemplo, tem contribuído para a melhoria da gestão do Sindicato. O Congresso Nacional dos Sindicatos Patronais nos ajuda a ter uma visão da situação do Brasil como um todo. No retorno, posso repassar aos sindicalizados os casos de sucesso, que podem ser usados para a solução de problemas locais.

 

Fonte: http://www.fecomercio-ms.com.br/noticias/presidente-do-sindespms-fala-do-inicio-da-carreira-e-destaca-acoes-do-sindicato

Tag3 - Desenvolvimento Digital